Ela está de volta em ‘Medea (I)material’ - O Diário - Mogi das Cruzes , Suzano e Região do Alto Tiete
Fechar

           CADERNO A

Ela está de volta em ‘Medea (I)material’

Caderno A, Caderno A - Capa

af010329

Priscila Nicoliche diz que voltar aos palcos como atriz é sempre emocionante / Foto: Divulgação

Longe dos palcos, desde 2013, a atriz e diretora teatral Priscila Nicoliche volta à cena com o espetáculo ‘Medea (I)material’, do autor Heiner Muller. A estreia da montagem pelo Quântica Teatro Laboratório, será amanhã, no Centro Cultural de Mogi das Cruzes, às 20 horas, dentro da programação do IV Festival de Arte Popular do Alto Tietê.

A escolha pela montagem de ‘Medea (I)material’, segundo Nicoliche, “representa também uma imersão cíclica às origens da formação do grupo Quântica Teatro Laboratório, que em 2004 iniciou seu trabalho com estudos influenciado por textos e pela estética da dança teatro alemã, principalmente”.

Em 2010, o grupo encenou ‘Hamletmachine’ de Heiner Muller e 2016, ano em que o grupo completa 12 anos, o autor é mais uma vez responsável pelo texto disparador da montagem do Quântica Teatro Laboratório, por “inspirar e desafiar o trabalho do ator/intérprete/performer, pela reflexão política de sua obra”, afirma a atriz.

A montagem conta ainda com fragmento de texto da dramaturga e atriz Angelica Lidel e de Priscila Nicoliche que, além de intérprete, assina a concepção e direção do trabalho.

“O encontro do ator com o público é sempre especial. Nestes últimos anos tenho me dedicado a projetos, aulas e a direção de outros grupos, o que também dá uma imensa satisfação. Voltar aos palcos como atriz é sempre emocionante, ainda mais com um trabalho que representa aquilo que quero falar neste momento”, comenta Nicoliche.

O Grupo Quântica Teatro Laboratório nasceu como grupo de pesquisa de linguagens. Primeiro, a dança teatro, de origem alemã, depois o teatro pós dramático. O teatro investigativo, que deseja descobrir algo sobre o próprio teatro, indica a atriz. O grupo, que se caracteriza pela inquietude, já realizou inúmeras produções teatrais na cidade. Nicoliche estará em cena acompanhada pela percussionista Juliana Coutinho.

O espetáculo faz parte da programação do IV Festival de Arte Popular do Alto Tietê, que entra na sua reta final já tendo cumprido uma extensa grade de atividades artísticas e de formação cultural ao longo do mês de abril.

SERVIÇO



“Medea (I)material”
Amanhã, às 20 horas
Centro Cultural de Mogi das Cruzes
Praça Monsenhor Roque Pinto de Barros, Centro
Grátis

Compartilhe nas redes sociais...Share on LinkedInTweet about this on TwitterShare on FacebookShare on Google+Email this to someone