Salão de Artes Plásticas reúne 28 obras no Centro Cultural - O Diário - Mogi das Cruzes , Suzano e Região do Alto Tiete
Fechar

           CADERNO A - CAPA

Salão de Artes Plásticas reúne 28 obras no Centro Cultural

Caderno A - Capa

EM MOSTRA  Público poderá conferir pinturas acadêmicas e contemporâneas nesta exposição na Galeria de Artes Wanda Coelho Barbieri. (Foto: Edson Martins)

EM MOSTRA Público poderá conferir pinturas acadêmicas e contemporâneas nesta exposição na Galeria de Artes Wanda Coelho Barbieri. (Foto: Edson Martins)

A Secretaria Municipal de Cultura realiza o 3º Salão de Artes Plásticas de Mogi das Cruzes. A mostra, que conta com 28 obras no total, sendo oito acadêmicas e 20 contemporâneas, ficará aberta à visitação na Galeria de Artes Wanda Coelho Barbieri, no Centro Cultural de Mogi das Cruzes, até o dia 7 de janeiro de 2017, com entrada gratuita. Os três primeiros colocados em cada uma das categorias foram premiados na abertura da mostra.

O Salão de Artes deste ano presta homenagem ao artista plástico Darcy Cruz, que é natural de Avaí, no interior de São Paulo, e chegou a Mogi das Cruzes na década de 1950 e aqui construiu carreira, ganhando admiração da classe artística e do público que prestigia as artes plásticas. Ele faleceu em 2007.

Neste ano, 44 artistas de todo o Brasil inscreveram 109 obras para participação no 3º Salão de Artes de Mogi das Cruzes. Foram recebidas obras de São Paulo, Rio de Janeiro e Paraná.

Premiados

Na categoria Acadêmico, o primeiro colocado foi Íssison de Oliveira, com a tela “Velho com o Galo”, de 2015. O artista é natural de Arapiraca (AL), porém reside em Ribeirão Preto, no interior do Estado de São Paulo. Lá, participou de diversas exposições coletivas, além de ministrar oficina de desenho para adolescentes e adultos no ateliê no Centro de Artes e Esportes Unificados (CEU) local, onde também realizou a sua primeira exposição individual.

O segundo colocado nesta mesma categoria foi Rogério Contrera Ramos, com a tela “Baiana”, de 2013. Nascido em Monte Alto (SP) e graduado em Educação Artística, com ênfase em Artes Plásticas, depois Pós-graduado em Arte: Comunicação Visual e Social pela Faculdade São Luis, em Jaboticabal (SP), Contrera tem participado de exposições desde 1997, além de ministrar palestras e workshops.

O terceiro lugar ficou com a obra “Sapateiro”, de 2016, assinada pela artista plástica natural de Colinas (SP), porém moradora de Mogi das Cruzes, Luiza Kraus. O quadro, também em óleo sobre tela, faz um resgate a atividades profissionais que quase não são mais exercidas nos dias atuais. Como descreve a própria artista, “há um ar de aprendizado e de cultivo da transferência da arte aos mais jovens” na tela, que retrata uma criança manuseando ferramentas em uma sapataria. A artista é profunda admiradora da arte tradicional e participa de diversos projetos culturais, em especial aqueles que têm como foco a arte popular.

A menção honrosa da categoria Acadêmico foi para outra artista de Mogi das Cruzes, Olga Nóbrega, com a obra “Devoção”, de 2015, feita em acrílica sobre tela. O quadro, assim como muitas das obras da artista, faz reverência à devoção do povo mogiano ao Divino Espírito Santo. Há mais de 50 anos, Olga Nóbrega marca presença no cenário das artes plásticas de Mogi das Cruzes, presenteando os apreciadores das artes com telas que retratam paisagens, casarios, capelas, igrejas, arte popular e cenas do cotidiano.



Outras quatro obras, sendo todas assinadas por artistas de Mogi das Cruzes, compõem a exposição, pela categoria Acadêmico. São elas: “Castelo Abandonado”, de Adellaide Swettler, “Negro 18”, de Jorge Solyano, “Pêssegos e Cerejas”, de Ju Bicalho e “Velho Pensador”, de Norberto Duque.

Já pela categoria Contemporâneo, os premiados foram Lilian Rosa, de São José dos Campos, com o quadro “Estrutura Orgânica II”, Mariana Vilela, de Ribeirão Pires, com a fotografia “Para Além do Espelho” e Sérgio Adriano Dias Luiz, de Joinville (SC), com a montagem fotográfica “Equilíbrio da Verdade – I e II”. A menção honrosa da categoria ficou com Betto Damasceno, de São Bernardo do Campo e teve aprovado para o Salão de Artes a obra “Cidadão Caveira 3”.

Também estão presentes com obras no Salão de Artes pela categoria Contemporâneo as artistas Ana MarB, com a tela “Elementos III”, Bruno Aramaki Dantas, com a gravura “Comandante Josafá”, Tansi Telles, com a tela “Navegando pelas galáxias”, Corina Ishikura, com “Premissas”, Dalton Massamitsu Sesoko, com “Psique”, Xica Negra, com “Paisagem”, Ivan Hods, com “O Rinoceronte”, Castilho (João Castilho Neto), com “Mãos na Roda”, JCL (José Carlos Leonardi), com “Alcance do Infinito”, Juliana Matsumura, com “Vilarinho”, Raquel Queiróz, com “Vegetalidade II”, Marinalva Rosa, com “Mesa para Quatro”, Matheus Souza, com “9 de Espadas”, Maurício Chaer, com “Sandália”, Natália Lemes, com “Pintura Tridimensional” e Tati Cipoli, com “Enigma nº 10”.

A Galeria de Artes Wanda Coelho Barbieri fica no piso térreo do Centro Cultural de Mogi das Cruzes, na Praça Monsenhor Roque Pinto de Barros, 360, no Centro. O espaço fica aberto de terça a quinta-feira das 8h às 18h, às sextas-feiras e sábados das 8h às 22h e aos domingos das 10h às 14h. Mais informações pelo telefone 4798-6900.

Compartilhe nas redes sociais...Share on LinkedInTweet about this on TwitterShare on FacebookShare on Google+Email this to someone